segunda-feira, 23 de julho de 2012

Perto da Cruz mais longe de Cristo

“...Tendo, pois, os soldados crucificado a Jesus, tomaram as suas vestes e fizeram quatro partes, para cada soldado uma parte, e também a túnica. A túnica, porém, tecida toda de alto a baixo, não tinha costura; Disseram, pois, uns aos outros: Não a rasguemos, mas lancemos sortes sobre ela, para ver de quem será. Isso foi assim para que se cumprisse a Escritura, que diz: Dividiram entre si as minhas vestes e sobre a minha túnica lançaram sortes. Os soldados, pois, fizeram essas coisas...” (Jô.19:23-24) Quando leio este trecho das Escrituras me pergunto o que será que tinha na cabeça destes homens, quem eram eles? O que podemos saber é apenas que eram soldados e que com certeza eram viciados em jogos, eram verdadeiros jogadores de dados ou de palitinhos que estavam aos pés da cruz. Imagine vocês esta cena: os soldados estavam sentados em um circulo, os olhos estavam voltados para baixo, preocupado em tirar um numero maior nos dados, ou nos palitinhos. Os criminosos ali encimam sobre eles já esquecido. Jogam por alguns vestidos usados, um manto, umas sandálias, o objetivo do jogo era que saísse um vencedor para que pudesse levar estas roupas, cada soldado lança a sua sorte na terra dura, esperando aumentar seu guarda-roupa pois o carpinteiro que morria na cruz não usaria mais. Ás vezes me pergunto quem poderia ter visto esta cena com Jesus? O que pensava Ele enquanto olhava para baixo, para seus ensangüentados pés, e um pouco mais abaixo um circulo de soldados jogadores? Que tipo de emoção sentia? Ali estavam um grupo de soldados comuns contemplando o espetáculo mais extraordinário do mundo e eles nem sabiam, o que sabiam é que necessitavam da túnica do carpinteiro. Creio se podia ouvir um ou outro grito do soldado, AGORA É MINHA VEZ!! Ok, ok, você ganhou as sandálias, vamos por outra peça de roupa, lançavam sortes pelas posses do carpinteiro. As cabeças inclinadas os olhos para baixo, a cruz esquecida, afinal não era nada de mais crucificar a um malfeitor e ainda mais um carpinteiro. Só que naquela cruz estava MAIS QUE UM CARPINTEIRO! A simbologia é impactante, você pode perceber? Isto me faz pensar em vários grupos religiosos, e pessoas em particular aqueles que reclamam da herança da cruz! Estou pensando em nós mesmos! Todos os cristãos da terra! Os cristãos nominais, os radicais, os mileniaristas, os tradicionais, os liberais, os pentecostais, os apostólicos,. Podemos dizer que não somos muito diferentes daqueles soldados (é triste dizer assim? Sinto muito) muitos religiosos estão jogando palitinhos aos pés da cruz, quando negam a eficácia do nome de Jesus Cristo, existem grupos religiosos disputando membros quando na verdade seguem pregando a mesma mentira que o papado, independente se é liberal ou tradicional, seguem pregando a mesma mentira. Pregamos juízos e condenações contra as pessoas e não vemos que a Bíblia está acusando o homem que nega o precioso Nome de Jesus. Tão próximo do madeiro e tão longe do sangue!!! As pessoas estão tão próximos do maior acontecimento deste mundo, que é ter as suas vidas livres das garras de satanás, mais ao contrario preferem tornar-se religiosos e atuam como jogadores de azar, a minha Igreja é maior que a sua, todos fazem o mesmo que eu, etc... São jogadores de azar que se amontoam aos finais de semana somente para negarem a eficácia do sangue de Cristo, quantas horas de púlpito foram desperdiçadas pregando o trivial? Quantas Igrejolas são adicionadas e fechadas diariamente pois tem uma nova proposta, mais ao final é igual as outras. Tão próximo do madeiro e tão longe do sangue!!! Vemos grupos especializados na competição “NÓS SOMOS OS MELHORES”, escrevemos os melhores livros sobre o que as pessoas fazem de errado. São especialistas do cotidiano alheio, diretores de fofocas e costumes dos outros,. Tão próximo do madeiro e tão longe do sangue!!! Outro nome, outra doutrina, outro erro!! Outro jogo de palitos, os religiosos de hoje dizem, é apenas mais um carpinteiro que está sendo crucificado, NÃO!!! O HOMEM DA CRUZ É MAIS QUE UM CARPINTEIRO, SEU SANGUE PODE PERDOAR PECADOS!! Aqueles soldados egoístas, sorriam, para as pessoas quando ganhavam no jogo, e hoje também é igual pastores pregadores de mentira católica, saem sorrindo quando estão levando uma alma mais para suas Igreja quando sabem que na verdade eles são pregadores de mentira; ONDE ESTÁ UM HOMEM BATIZADO EM NOME DO PAI, DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO?? Os soldados estavam tão perto da cruz mais ainda assim estavam tão longe do sangue. E você é diferente? Faça uma analise de que forma você foi batizado? Igual ao catolicismo romano? Desculpe-me dizer-te isto mais você também deve ser um jogador. Qual é o seu caso? Será que você pode hoje construir uma ponte até o calvário? Pode você esticar uma corda até lá? Pode cruzar este abismo que te separa do amor de Deus? E dizer para seus amigos e irmãos vamos estudar a Bíblia? Vamos ver até onde estamos sendo também jogadores? Amigo este é o momento de você dizer eu quero ser salvo. Você se considera demasiado idealista para entender que aquele homem da cruz, era mais que um carpinteiro era Deus manifestado em carne? (1Tm.3:16), era sangue de Deus correndo das veias para a liberdade (Is.53:11) Você pode ser o soldado que teve sua orelha cortada, e dizer, o que estou fazendo este que esta sendo crucificado para perdão dos pecados é o que pode me livrar hoje!! A semelhança do jogo do soldado e o jogo da religião que começou no Concílio de Nicéia no ano 325, é assustadora. O que pensou o Senhor Jesus? Jamais saberemos, o que sabemos é que suas palavras foram “... PAI PERDOA-LHES NÃO SABEM O QUE FAZEM...” Resta ainda um jogador jogando o jogo da religião... e ele está aos pés da cruz!! Atte Pr.Dr. Wagner Teruel www.espacopentecostal.net.br www.itsteologia.net

Um comentário:

William David disse...

È verdade, quantas pessoas estão tão próximo da cruz e longe do sangue de Cristo, não tem conhecimento da verdade que liberta simplesmente da verdade que lhe é passada que na verdade é uma ilusão , uma mensagem de auto ajuda e não uma verdade de libertação , obrigado Pastor Wagner continue pregando essa verdade que liberta vidas para o Reino do Senhor Jesus
Ass: Wiliam David